maio 07, 2011

I'm alone (I'm sorry, I'm so sorry)

[Pensamento de Pierre]
«Que fui eu fazer? Não acredito nisto. Porquê? Porque fui tão estúpido? Menti-lhe, fugi da realidade e tudo porquê? Para lhe poupar a desilusão da promessa quebrada? Para a fazer sofrer ainda mais? Que idiota! Desculpa, desculpa, desculpa. Ok, isto não adianta de nada, ela não me ouve, ninguém ouve, muito menos ela que está tão longe. Se calhar foi melhor, não lhe vou dizer nada, ela não me desculpava, e teria razão, eu mereceria. Agora? Agora já está feito. Não posso fazer nada, desperdicei a melhor pessoa que alguma vez tivera na vida. Ela foi sempre a melhor e eu, eu ... bem, eu fui um idiota.»

[Diário de Marrie]
«Eu não consigo acreditar, a minha vontade é mandar-lhe uma mensagem a perguntar se aquilo é verdade, se não é apenas ele a gozar comigo, mas não! Que ódio! Ele é um ótario. Pronto, chega, não volto a chorar por ele, vou esquecer, seguir em frente, um passo de cada vez, um dia de cada vez. Ei de conseguir, eu sei que sim. Adeus Pierre, fechei o teu capitulo da minha vida, ou pelo menos espero estar a fazê-lo. Gosto muito de ti, mas olha, até um dia.» - Querido diário, este é o pensamento que me ecoa na cabeça, estou nisto desde que recebi a carta dele, não tive coragem de voltar a dirigir-lhe a palavra, o meu mundo desabou. Hoje, logo de manhã, decidi ir correr para desanuviar, acabei por começar a chorar, novamente. Quando dei por mim já estava a dois quilómetros da cidade e tinha começado a chover, ao menos - pensei- a chuva ocultava-me as lágrimas. Só tenho uma pergunta, porque é que ele me fez isto? Não consigo compreender.
Marrie
[inventado]

18 comentários: