junho 12, 2011

Last beat of the heart - parte IX

Martim e Matilde permaneciam abraçados até que, de repente, Martim vira costas e começou a dirigir-se a João. Matilde puxou-o pelo braço, pedindo-lhe para não fazer nada, mas Martim ignorou-o. Chegando perto dele deferiu um muro e brandou:
- NUNCA MAIS LHE TOQUES OUVISTE?
- Quem te diz que ela quer saber de ti? Ela estava muito bem aqui comigo, tudo o que viste foi um teatrinho da parte dela, ela não passa de uma puta e tu estás a cair que nem um patinho. Não sejas idiota rapaz, ela não quer saber de ti.
- Martim, isso é mentira. - disse Matilde. Martim olhou para ela com um ar confuso, mas decidiu acreditar nela, pois sabia que ela não era assim.
- Puta deve ser a tua mãe! - Gritou num acesso de raiva e deferiu-lhe outro murro. Virou-lhe costas e agarrou na mão de Matilde. Olhando de soslaio disse-lhe: - Não te voltes a aproximar dela. Matilde anda. - e puxou-a.
Entre eles tinha-se estabelecido um silêncio estranho e um pouco constrangedor. Matilde já se tinha apercebido que, Martim, encontrava-se absorto nos seus pensamentos e, sem puder esperar mais um segundo que fosse para que ele dissesse alguma coisa, resolveu quebrar o silêncio.
- Eu não tive culpa de nada daquilo que viste.
- Eu sei - murmurou Martim.
- Espera, deixa-me falar Martim. Estava quase na hora que tinhas dito que me ias buscar e eu tinha nesse momento acabado de me despachar quando ouvi alguém tocar à campainha, pensei que fosses tu. Ele agarrou-me tentou-me beijar, nem sei, e tu apareces-te e foi isso que viste.
- Eu acredito em ti, está descansada.
- Então .. porque estás tão calado?
- Estou a pensar.
- Isso eu sei, mas no quê?
- Em nós. Em como tudo era perfeito antes, até eu ter feito o que fiz, no quanto eu era feliz contigo a meu lado e em toda a merda que fiz, eu juro que te amo Matilde, acredites ou não. Sei que errei, mas encontro-me disposto a tentar tudo.
- Eu também te amo. Mas diz-me, onde estamos a ir?
- Tem calma, já vez. Estamos mesmo a chegar? Eu disse que te queria levar a um lado não foi?
- Sim, foi.
- Então já vais ver.

7 comentários:

  1. obrigada, mais uma vez *
    És super querida :')

    ResponderEliminar
  2. nestas coisas nao é nada fácil estar sempre com a cabeça erguida, eu ainda tento mas nao sou capaz. lindo!
    http://sunshine-joanaf.blogspot.com/

    ResponderEliminar